Pesquisa personalizada

quinta-feira, 13 de março de 2008

Dono de mim

Não sei porque tanta provocação
Você não é dono do meu coração
Não existe nenhuma razão
Se eu não alimento nenhuma ilusão
Dia após dia
Minha vida é uma completa alegria
Não tenho perspectiva
Cada momento é um momento
Quando me dispo de seus olhares
E deixo teus braços soltos
Retorno a minha suave liberdade
E o que ficou pra trás
É mais uma fábula que vivi
Não vim pra cá pra ser dona de ninguém
E ninguém vai ser dono de mim
Só vai acontecer
Quando eu contrair o vírus da Istar
Vênus, Afrodite...
Os Deuses do Mar
Ser levada pela correnteza
Capturada por Possêidon
E prisioneira dos teus corais...

Um comentário:

Marcos França disse...

Estava visitando alguns blogs com esse estilo e acabei chegando até o seu. Adorei as poesias. Se permitir, gostaria de acrescenta-lo a meus favoritos.

Presença!!