Pesquisa personalizada

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Três amores

Só três amores em minha vida,
O primeiro, este me enganou,
E fez-me sentir muito sofrida,
Era de papel, molhou e se rasgou.

O segundo abriu em mim uma ferida,
Era pó de metal, e me queimou.
Estava sentindo-me arrependida,
Mas enfim, num dia triste, terminou.

O terceiro deixarei aos tercetos,
Eles sabem o que devem falar,
Mais importante que os quartetos.

O meu terceiro é lindo como o mar,
É único e só faz jus aos sonetos,
Faz-me feliz, este só quer amar.

Por Ana Cristina Matias

6 comentários:

Leonardo disse...

Muito bonito Aninha. Gostei! ;)

L. Kerr disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Van Zanetti disse...

Lindoooooo.. eu estou a espera do meu terceiro amor... se ele acontecer, dedicarei o seu poema a ele!!! Beijossss

Ana Matias disse...

Valeu pelo comentário Vanessa!!
Torço por um amor de verdade na tua vida também!
Beijão querida!

Nilson Barcelli disse...

Ana Cristina, gostei de ler alguns dos seus sonetos.
É um género poético muito difícil, mas vc consegue escrever belos poemas.
Beijo.

Ana R. Barbosa disse...

Ah, que bonito!
Parabéns pelo blog, colega blogueira!
=)

Presença!!